Páginas

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

FOME VIL



Resultado de imagem para não foge a luta hino

A dor que me sangra o peito
É tão grande quanto a que me consome o ventre,
O desejo que tenho na alma
É tão grande quanto a vontade que me acalma.

Se trago, fraco grito
É que outrora já não sinto
O ardor do Sol no coro e chão.

E já nascido forte
Hoje não vejo o norte
De ver matar solidão.

Abraçado a frágeis esperanças
Que de olhar perdido estão
É a dor de uma alma
A alma que me faz te ver sertão.

Pisando em solo poeira
Respiro teu ar febril
Me vem a mente insana
Matar a fome vil.


Leonardo de Souza Dutra

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Perdi o encanto das flores

Resultado de imagem para o encanto das flores







Derramar-se em pranto
Aquele que antes era apenas sorriso
Viver em angustia
Aquele que era passarinho,

Passando em ledos momentos
Surgir na alma gesto
Da dor
Que te deixando em desalinho.

É porque antes nunca o tiveste
A cor do canto,
O  encanto das flores.
E o canto do passarinho.

Que te faz assim
Viver teu canto,
Viver teu mundo 
Viver Sozinho.

Leonardo de Souza Dutra


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Gotejar

   Resultado de imagem para gotejar de chuva      

                

         Goteja lá fora a chuva fria
         Goteja aqui dentro meu coração
         É fria a chuva lá fora
         Está com frio meu coração.

         Olho através da janela alguém que passa
         Vejo seus passos molhados,
         Molhando o asfalto
         É sério confirmo seu caminhar

         Lá se foi mais um passante
         Não o conheço
         Não perguntei seu nome
         Deixando apenas seus passos molhados a caminhar.
         
         Volto a mim mesmo
         Estranho pensar em você
         Quando chove lá fora 
         Molhando tudo que se vê
         
         Me projeto como  uma gota perdida 
         Entre tantas que se vão
         Buscando molhar'alma
         Que molha em mim a escuridão.
         
         Tedioso olhar alma sofrida
         Que sofre, chora em vão
         Da chuva que chove lá fora
         Gotejando assim nessa canção

Leonardo de Souza Dutra
          

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

MEU DESEJO


  Resultado de imagem para te vejo       









Queria ter escrito uma história,
Que pudesse falar assim de você
Dizendo de teus momentos
Quando encantava os meus,

Podendo fazer verter em brancas páginas
A cor do riso que tua boca me deu.
E que depois de relatar em feitos
O desejo do desejo teu,

Amar-te intensamente
Como te amei desde o dia
Em que teu perfume me evolveu...
E assim em sonho distante
Te vejo,

A caminhar os caminhos
Que agora já não são mais os meus...
E sonho, 
O sonho do desejo
De desejar sonhar os sonhos teus.

Leonardo de Souza Dutra



quinta-feira, 24 de julho de 2014

O TEMPO A PASSAR



O TEMPO A PASSAR

Quero  me debruçar na janela
E ficar olhando o tempo que passa
E passar junto com ele,

Não me deter nas minhas fraquezas
Sei que são muitas
Mas devo caminhar
Como o tempo.

Que de tão incerto
Se vê no rumo certo
Da incerteza de se vê passar.

Leonardo de Souza Dutra

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Tua perfeita alma



 

Tua perfeita alma

Quero viver intensamente,
Amar o que de fato para mim não mente
E deixar lançar na alma
O beijo de ter teu hálito quente
E dizer, 
Dizer, 
Dizer
Para essa toda gente  
Que você é a mais perfeita
Da perfeita Paixão
Que em alma chora
A alma ausente

Leonardo de Souza Dutra

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

DESCORTINAR


 
http://images.comunidades.net/mjs/mjsv/barrinha_flores_ouro_brilhantes.gif




     




      DESCORTINAR

Fiz de cada momento vivido
Um encontro feliz
Vivi de cada sonho esquecido
Um olhar distante de mim,
Quis de cada olhar perdido
Encontrar os que não vi.

Amei teu beijo molhado
Teu corpo suado
A deslizar em mim.
Que como onda do orvalho
Deixou-me correr assim.

Soube então que são desses momentos
Que construímos o nosso viver
E nessa densa alegria
Vou descortinando todos os dias
Como o sol que nasceu para mim.

Leonardo de Souza Dutra