Páginas

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

FOME VIL



Resultado de imagem para não foge a luta hino

A dor que me sangra o peito
É tão grande quanto a que me consome o ventre,
O desejo que tenho na alma
É tão grande quanto a vontade que me acalma.

Se trago, fraco grito
É que outrora já não sinto
O ardor do Sol no coro e chão.

E já nascido forte
Hoje não vejo o norte
De ver matar solidão.

Abraçado a frágeis esperanças
Que de olhar perdido estão
É a dor de uma alma
A alma que me faz te ver sertão.

Pisando em solo poeira
Respiro teu ar febril
Me vem a mente insana
Matar a fome vil.


Leonardo de Souza Dutra